Defesa de Mestrado de Renato Maciel Dantas

Na próxima quinta-feira (11/04/2022) às 14 horas por meio remoto, haverá a Defesa de dissertação de Mestrado do integrante do LIDHS Renato Maciel Dantas.


A transmissão ao vivo ocorrerá em: https://youtu.be/IV5FEhma9WE

RESUMO

DANTAS, Renato Maciel. Direitos humanos, participação social e advocacy: um estudo exploratório da atuação comunitária, em favelas do município do Rio de Janeiro, no contexto da COVID-19. Rio de Janeiro, 2022. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) – Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2022.


A pandemia da COVID-19 exacerbou as desigualdades sociais e outras vulnerabilidades existentes nas comunidades populares brasileiras. Agravando a crise sanitária, as respostas dos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) foram tardias, e alguns líderes políticos negaram a gravidade da doença. No município do Rio de Janeiro, a Rede de Comunidades Saudáveis (RCS), uma iniciativa do Centro de Promoção da Saúde (CEDAPS), representa um expressivo movimento por saúde nas favelas cariocas, que vem atuando ativamente na solução dos principais problemas e na conquista de direitos e bens sociais para estes locais e seus moradores. Fundamentados no cuidado, solidariedade e na busca da igualdade com equidade e qualidade de vida para todos, os integrantes e parceiros da RCS realizam atividades em seus territórios no enfrentamento da COVID-19. Este projeto de pesquisa objetiva compreender as experiências e práticas de participação social, mobilização política e planos de advocacy das organizações e grupos que integram a RCS, na promoção dos direitos e da saúde durante a pandemia do novo coronavírus. Dá-se especial ênfase aos elos desenvolvidos entre direitos humanos e saúde pública nos planos e ações de advocacy desses grupos, que têm sido pouco examinados, particularmente seu potencial constitutivo da mobilização política transformadora da realidade, de leis e de políticas públicas. Buscar-se-á identificar as iniciativas, ações e oportunidades presentes de mobilização política e planos de transformação da realidade nessas comunidades. O projeto justifica-se no sentido de que pode contribuir com orientações para uma atuação dialógica entre comunidades e poderes públicos, sobretudo com as instituições de saúde e justiça, na efetividade dos direitos humanos e justiça social para grupos historicamente marginalizados e discriminados. Para tanto, será realizada uma pesquisa exploratória e qualitativa, que incluirá análise documental do material produzido pela RCS e entrevistas com representantes comunitários da RCS que atuaram no decorrer desta pandemia.

86 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo